A ÁGUIA É LIVRE E LIVRE VOA NO CÉU DA CATEDRAL
Terça-feira, 11 DE Agosto 2015

  

 

A AGUIA VOA DE MANSINHO

 

A Águia voa de mansinho

E, as nuvens… nenhumas tombam

É um tributo que vai devagarinho

Deixar no céu sua bonita sombra

 

E ela, eu no coração a trago

E abraço porque ela existe

Mas ao acordar fico amargo

Porque é um sonho que não resiste

 

Sonhava com seu voar meigo

Batendo asas ao levantar

E no silencio em meu peito

Apenas sentia o coração palpitar

 

E já bem dentro do meu soninho

A Águia foi gorjear que voou por sois

E que viu cálices cheios de vinho

A festejarem por BENFIQUISTAS heróis

 

Agora que estou bem acordado

Derramo lágrimas em tristeza

P´lo Benfica, a ave muito tem voado

Resta-me sonhar por essa beleza

 

67 - De: Fernando Ramos

publicado por aguiapoeta às 17:36
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Posts mais comentados
blogs SAPO