Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

ÁGUIA POETA

A ÁGUIA É LIVRE E LIVRE VOA NO CÉU DA CATEDRAL

ÁGUIA POETA

A ÁGUIA É LIVRE E LIVRE VOA NO CÉU DA CATEDRAL

58 - SÓ ISSO CAMPEÃO!

28.02.18, aguiapoeta

 

 

SÓ ISSO CAMPEÃO

 

É importante para mim

Ser teu amigo, teu fiel adepto

Nem muito nem pouco

Apenas a quantidade certa

Aquela que mais quero

Que mais desejo

É amar-te sem medida

Numa felicidade conquistada

Sem distância, sem incómodo

 

Ficar com outros no seio da tua bandeira

Repleta de verdade e honra

E dançando com ela desfraldada ao vento

Lado a lado de tantos amigos Benfiquistas

Que como eu, felizes são

Por seres glorioso

Por seres o símbolo da grande família

De milhões espalhados p´lo nosso mundo

De forma simples e discreta como sabemos

Vivendo todos nós, dias frutuosos contigo

Nos momentos de vitórias e derrotas

Estas que são raros pedacinhos de tristeza

Que sobrevoam p´la nossa enorme alegria

 

Derrotas que não te privam da doce liberdade

De seres “o maior” clube

E nem te sufocam, nem beliscam

Os teus mais genuínos sentimentos de amor

Que de glória em glória ofereces

A todos os teus seguidores amigos

Que sofrem, gritam, riem e choram

Lágrimas do coração

P´la felicidade de te beberem

E de sentirem que és a alma do teu povo

Povo que vai aos Estádios ver o seu BENFICA

Com a brisa fresca que suavemente

Refresca a nossa estima

Dando força à tua luz cintilante

Que nos protege e guia

E não nos deixa esmorecer

Só porque um triste resultado aparece

Como pedras más no teu caminho

No nosso caminho

 

Pedras que acabam por rolar

Em atalhos que se dispersam

Só p´ra não ficares tão só como julgas

Ou simplesmente p´ra desfrutarmos

Da tua paz

Porque apenas ansiamos a tua paz

E de sermos p´ra eternidade

Amigos presentes

 

Só isso CAMPIÃO!

 

58 - Fernando Ramos

57 - A DERROTA

27.02.18, aguiapoeta

A DERROTA

 

Por vezes, tudo parece correr mal

Mas pouco importa a chorosa dor

Meu orgulho vive no capital

Dado p´lo Benfica meu fiel amor

 

Perder um jogo vai aparecer

Dentro e fora de nossas portas

Mas é na fina arte de vencer

Que se aprende a tolerar as derrotas

 

E em suaves doces nuances

As papoilas nos brindam com o ganhar

Por isso...

As derrotas são maus romances

Deixando pouco tempo o coração bailar

 

E as derrotas leva o vai vem do vento

Que dança a valsa, à chuva fria

Nossas vitórias são o sol eternamente 

Num belo arco íris, com vermelho de alegria

 

Maus resultados surgem em desalinho

E apenas são pedaços de indiferença

Que se atravessam num mau caminho

E depressa se esquece sua presença

 

57 - de: Fernando Ramos

56 - PAPOILAS A MARCAR

26.02.18, aguiapoeta

 

 PAPOILAS A MARCAR

 

Ao bater a noite iniciada

Sobe ao relvado o glorioso

Nessa hora de tarde arrumada

Desce a Águia pró voo talentoso

 

Olhai bom povo olhai

A graciosidade vai no ar

Brinda à multidão num vem, e vai

Batendo as asas em leve agitar

 

E a bola lá vai a rolar

No verde tapete majestoso

Com as papoilas logo a marcar

Um bonito golo bem precioso

 

Gritam gargantas a uma só voz

Golo do Benfica!!! E a rede balançou

Correm jogadores de todos nós

Agradecer à Águia que os inspirou

 

A noite é linda e sumptuosa

O Benfica mais uma vez ganhou

Aconteceu a bela arte misteriosa

Nesse jogo que o povo amou

 

A multidão abandona seu Estádio

Unidos e felizes sorrindo à vitória

Alguns ouvem através da rádio

Jogadas incríveis de boa memória

 

Este é o Benfica das noites puras

E até nas derrotas mostra grandeza

Nessas... Não faz tristes loucuras

Como os infiéis de triste esperteza

 

A gloriosa Águia de tanta bravura

Voa p´ra casa dentro do Estádio

Nem as luzes na fria noite escura

A fazem partir desse ninho sagrado

 

56 - De; Fernando Ramos