Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

ÁGUIA POETA

A ÁGUIA É LIVRE E LIVRE VOA NO CÉU DA CATEDRAL

ÁGUIA POETA

A ÁGUIA É LIVRE E LIVRE VOA NO CÉU DA CATEDRAL

74 - MEUS POEMAS AO BENFICA

27.03.18, aguiapoeta

 

 

MEUS POEMAS AO BENFICA

 

Escrevo poemas ao Benfica
Na eterna paixão de adepto
É um diamante que glorifica
Meu paraíso e meu afecto
 
Paraíso, p´ra onde vou festejar
Cada golo do camisola seis
Que me faz saltar, rir e chorar
P´lo místico clube, rei dos reis
 
Por ele, espero e desespero de exaustão
Beijando sua bandeira com amor
Por ele vivo fogoso crepitar de sedução
Brotando sentimentos belos como a flor
 
E nos poemas de doida inspiração
Deslizo meus dedos num papel branco
Escrevendo poesia explicando a razão
Do meu amor pelo encarnado manto
 
Manto da cor do sangue que não renega
A minha loucura de pura absorção
Atingido a perfeição suave como a seda
Em laços atados ao BENFICA da doce perdição

 

74 - de: Fernando Ramos

73 - ÓSCAR CARDOSO

26.03.18, aguiapoeta

    

 

ÓSCAR CARDOSO

 

Alto esguio como a palmeira
Louco por bater na bola
Faz do chuto sua brincadeira
Marcando golos de alta escola

 

Tenham cuidado que ele é perigoso
De pontapé forte e matreiro
Seu nome Óscar Cardoso
O rei do golo fino e certeiro

 

Balançando a bancada p´lo barulho
Do seu remate que leva selo
Pró Benfica é um orgulho
E p´ra adversários um pesadelo

  

E no sentido do destino do golo

Oscar Cardoso é o maior

Sofre o Guarda redes que não é tolo

Vendo a bola entrar p´lo canto melhor

 

Tenham cuidado que ele é perigoso
De pontapé forte e matreiro
Seu nome Óscar Cardoso
O rei do golo fino e certeiro

 

73 - De: Fernando Ramos

72 - ÁGUIA HARMONIOSA

25.03.18, aguiapoeta

 

 

AGUIA HARMONIOSA

 

Voas,
voas p´lo Estádio
E dás voltas sem descanso
na tua busca constante
de paz, harmonia
alegria e amor!

Vais Cansada
mas não desistes
sentes no teu povo
a sua força empolgante
E voas sempre, sempre
com mensagens de alegria

P´ra Luz dos nossos corações

E neste pensamento
que a todos pertence
só tu Águia harmoniosa
és a força e a glória

do nosso desejo de vitória!

 

72 - De: Fernando Ramos

71 - MAIS DE 100 ANOS DE GLÓRIA

24.03.18, aguiapoeta

 

 

MAIS DE 100 ANOS DE GLÓRIA 

 

Mais de cem  anos de glória

Com muita alegria p´lo caminho

Milhões de adeptos são sua história

Eis o Benfica reinando em seu ninho

 

E no trilhar dum justo tempo

De jogo, em jogo jogado

O clube leva seu divertimento 

Virado pró futuro seu aliado

 

Perpetuando cada momento

Que faz do clube um amor profundo  

Num amanhã risonho de natural alento

 

Tornando maior cada tempo presente

O Branco e Vermelho de todo um mundo    

Na camisola mística, graciosa e ardente 

 

71 - de: Fernando Ramos

 

70 - A BANDEIRA

23.03.18, aguiapoeta

 

 

A BANDEIRA

  

BENFICA, o grandioso
É o orgulho do povo
Com nome belo e vaidoso
De encanto sempre novo
Sua Bandeira é um sonho
Nas arestas dos ventos de cetim
É um mistério risonho
De fina magia sem fim
No Estádio brilham sensíveis luzinhas
Observadas na terra ou no ar
São encantos de Deus nas estrelinhas
Abençoando com  o divino olhar
BENFICA tem história de bom destino
Que p´ra tantos é uma lição
Prós Anjos é um belo hino
Para o mundo a sedução
E a sua multidão é a primeira
Nos palcos de tanta emoção
Beijando a gloriosa bandeira
Do vermelho quente do coração
 

70 - De: Fernando Ramos

69 - BENFICA DAS COISAS BOAS

22.03.18, aguiapoeta

  

 

BENFICA DAS COISAS BOAS

 

No velhinho Estádio de madeira

Tantas vezes calcei as botas

Sim calcei as botas, e vesti

O soberbo Vermelho e Branco

Tanto nos iniciados,

E já como Atleta sénior

Ali preenchia as minhas

Manhãs e tardes de coisas boas

E como era grande a paixão

de sentir no corpo

O mágico manto bom e sagrado

Brilhante de vibração mistica

que a Aguia leva nas asas.

Algum tempo passou

E o Estádio de madeira

Do Campo Grande, já não existe

E as botas hoje, são calçadas

Por outros Atletas, que com a mesma

Determinação, honra e verdade

Seja em que modalidade for

Vestem o mesmo colorido do amado

Vermelho e Branco,

Deixando os Estádios

Do tamanho do mundo

Com a mesma ânsia de servir

O glorioso BENFICA de coisas

Simples e boas

 

69 - de; Fernando Ramos

68 - BENFICA DE PAIXÃO

21.03.18, aguiapoeta

  

 

BENFICA DE PAIXÃO

  

O Benfica é a chama imensa
Crepitando na nossa emoção
Ele, do mundo é sua pertença
Levando milhões segui-lo de paixão
 
É a alma de um povo feliz
Vibrando com vitórias em clamor
Tem a bandeira como Deus quis
Desfraldada num céu de amor
 
Seu nome louva-se pelo Universo
Nos corações das gentes de bem
A história escreve-o num verso
P´ra memória futura que vai e vem  
 
Sua glória é um livro bem escrito
Por todos que amam o Benfica
Fazendo do Desporto  um acto bonito
Com Alma Coração e Genica
 
De: Fernando Ramos   
68
 

 

 

 

 

67 - A AGUIA VOA DE MANSINHO

19.03.18, aguiapoeta

  

 

A AGUIA VOA DE MANSINHO

 

A Águia voa de mansinho

E, as nuvens… nenhumas tombam

É um tributo que vai devagarinho

Deixar no céu sua bonita sombra

 

E ela, eu no coração a trago

E abraço porque ela existe

Mas ao acordar fico amargo

Porque é um sonho que não resiste

 

Sonhava com seu voar meigo

Batendo asas ao levantar

E no silencio em meu peito

Apenas sentia o coração palpitar

 

E já bem dentro do meu soninho

A Águia foi gorjear que voou por sois

E que viu cálices cheios de vinho

A festejarem por BENFIQUISTAS heróis

 

Agora que estou bem acordado

Derramo lágrimas em tristeza

P´lo Benfica, a ave muito tem voado

Resta-me sonhar por essa beleza

 

67 - De: Fernando Ramos

66 - A MULTIDÃO DE OLHOS RISONHOS

17.03.18, aguiapoeta

  

 

A MULTIDÃO DE OLHOS RISONHOS

 

Bem dentro da alma
Aninham-se memórias
Das doces noites de chama calma
De tantas, tantas vitórias

 

Vitórias de força paixão e poder
Do Benfica uno indivisível
Com décadas de jogar e correr    
Mesmo no verdejante impossível

 

Os adeptos da boa gloriosa luz
Vivem motivados p´lo clube que amam 
São boas as ambições que os seduz
Nas tardes que os poetas declamam

 

Um seu atleta num passe airoso
Bem no centro do Estádio dos sonhos
Envia-o con beijos ao coração fervoroso 
Da multidão feliz de olhos risonhos

 

Este é um clube p´ra enaltecer         

Como a poesia de versos famosos
De murmúrios a pedir por vencer
Adversários, apenas, mas apenas ruidosos

 

66 - de: Fernando Ramos

 

65 - BENFICA

15.03.18, aguiapoeta

 

 

BENFICA

 

No principio, eu era o inicio
Feito p´ra satisfação de uns poucos
Cresci, e tornei-me enorme
Mas não bastou
Passei a ser só BENFICA
Um clube de multidões
Não tenho vaidade
De ser enorme
Tenho só a honra de ser
Um dos melhores
Não peço licença ao mundo
P´ra ser o clube que sou
P´ra jogar onde quiser
E quando os adeptos quiserem
Eu e eles apenas sou só um
O MAIOR clube do mundo em sócios,
Que encantam
Milhões, e milhões
De pessoas, que choram
Sorriem e me amam
De puro amor
E não foi por acaso
Que com raça, dignidade e verdade,
chego a ser o MAIOR
Minha origem é a humildade
Meu nome é BENFICA
 
65 - De; Fernando Ramos

 

 

Pág. 1/2