Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ÁGUIA POETA

A ÁGUIA É LIVRE E LIVRE VOA NO CÉU DA CATEDRAL

ÁGUIA POETA

A ÁGUIA É LIVRE E LIVRE VOA NO CÉU DA CATEDRAL

25 - MANTORRAS

25.01.21, aguiapoeta

 

  

 

  • MANTORRAS
  •  
  • Era o enorme herói da bancada
  • Do Estádio de bom pedaço
  • Os adeptos vibraram com a bela jogada
  • Do seu menino de finta de melaço
  •  
  • Jogava ao sol ou à chuva, dançando
  • Correndo pelo precioso relvado
  • O amigo sol ía banhando
  • Seu esplendor de talento elevado
  •  
  • Mantorras, acariciava tantos corações
  • Dos adeptos do seu clube campeão
  • Oferecia momentos valiosos de emoções
  • Com belos golos p'ra Lusa Nação
  •  
  • Este filho de talento predestinado
  • É Atleta de vaivém bem lançado
  • E vê-lo bem jogar foi destino traçado
  • Dos Benfiquistas do berrante sagrado
  •  
  • E quando Mantorras dribla e avança
  • A alegria paira sobre a Luz
  • Um sorriso na multidão balança
  • P´la bela valsa que o menino traduz
  •  
  • Muito bom de bola, Mantorras, é
  • E as estrelas sorriem do seu bailado
  • Ele finta, finta brincando na fé
  • Do golo brilhantemente marcado
  •  
  • O Benfica ama o seu menino
  • Que é o prazer dum povo Juiz
  • Ele, o engrandecia num passe felino
  • P´ra glória do seu mundo feliz
  •  
  • 25 - Fernando Ramos

 

1 comentário

Comentar post