Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ÁGUIA POETA

A ÁGUIA É LIVRE E LIVRE VOA NO CÉU DA CATEDRAL

ÁGUIA POETA

A ÁGUIA É LIVRE E LIVRE VOA NO CÉU DA CATEDRAL

53 - SACANAS SEM LEI

25.02.21, aguiapoeta

 

 

  • SACANAS SEM LEI

  • São vassalos de culto mafioso
  • Os cobardes do silêncio fratricida
  • Atacam ferozmente o bem precioso
  • De gentes felizes com a vida
  •  
  • São protegidos, sabe-se lá por quem
  • Os que pactuam com a monstruosidade
  • Inventam a história que lhes convém
  • Do clube azul e branco da invicta cidade

  • Actuam p´la calada da noite
  • Às ordens do chefe do bando
  • Merecendo o severo açoite
  • Que os aguarda em tempo brando
  •  
  • Vandalizam as dignas casas
  • Entre a hipocrisia e o cinismo
  • São tristes actuações desfazadas
  • Vividas no seio de puro terrorismo

  • São bandos de criminosos com rei
  • Que as gentes e casas do Benfica atacam
  • Destilam ódios de vai e vem
  • Julgando que a bela história matam
  •  
  • Mas a grandeza do Benfica nasceu
  • Nas convicções de homens de bem
  • E sua razão sempre venceu
  • A inveja daqueles que nada tem

  • Não convivem de espinha direita
  • Com o símbolo que milhões têem
  • Sonham com a maldade perfeita
  • Os reles ignóbeis, sacanas sem lei

  • 53 - de: Fernando Ramos